sexta-feira, 14 de agosto de 2009

O cinto de segurança comemora 50 anos !!

Os carros nao chegavam a 30 km/h, porém as mortes e feridas causadas pelos primeiros acidentes automobilisticos na primeira década do século 20 impressionaram até mesmo medicos acostumados a tratar feridas de guerra.

Naquela época, assustados com a repecurssao das noticias que frequentemente saiam no jornal de pessoas sendo lançadas para fora dos seus carros, algumas pessoas começaram a usar cintos de seguranças caseiros, com dois pontos de apoio, ja que naquela epoca esse acessorio nao era fabricado pelas montadoras.

Por outro lado, algumas empresas começaram a vender o cinto para que o próprio cliente fizesse a instalaçao em seu automovel, mas as vendas foram um fracaso. Faltou fazer na epoca uma campanha forte de concientizaçao da populacao. Além disso, era necessario que esse importantissimo item de segurança fosse instalado em série nas próprias fabricas.

Até que em 1959, Nils Bohlin um ex-engenheiro aeronautico da Saab, foi contratado pela empresa suéca Volvo para desenhar novos carros, e resolveu incluir o cinto de segurança como acessorio obrigatorio em toda a frota da Volvo. Bohlin já tinha experiencia na fabricacao de cintos de segurança para os pilotos de avioes, e adaptou o desenho para que o cinto fosse ergònomico e nao causasse sensacoes incomôdas ao motorista.

Seu invento foi patenteado, e o modelo Amazon da Volvo, foi o primeiro automovel da historia a sair de fabrica com um cinto de segurança como acessório de série. 2 anos depois, a Volvo liberou a patente para que qualquer fabrica no mundo pudesse utiliza-lo sem restriçoes.

Esse acessório, é considerado até hoje como um dos items de segurança mais importantes dos automoveis, e já salvou mais de 50 milhoes de vidas nos ultimos 50 anos, de acordo com a ETSC, sigla em inglês do Conselho Europeu de Segurança no Transporte.

Um comentário:

Anônimo disse...

Muito bom esse texto